Nossa origem, nosso fundador

Valdemar Raimundo Soares, nascido aos 15 de Dezembro de 1942, jovem simples, dinâmico e trabalhador, amante das crianças, dos jovens e da natureza, tem um papel de extrema importância na fundação do Grupo de Escoteiros Piratininga Amicitiae.
Valdemar, por sua vez, era funcionário da Usina Termelétrica Piratininga; uma empresa geradora de energia localizada na zona sul de São Paulo. A Usina conta com uma enorme área verde em toda sua dependência, natureza esta, rica em fauna e flora que encanta a todos por sua beleza. Nesse ambiente, eram proporcionados os momentos de lazer para os funcionários da Termelétrica. Valdemar, de espírito pioneiro e criativo, solicitou aos diretores da Light; responsáveis pela administração da Usina, autorização para iniciar um trabalho de Escotismo nas imediações verdes da empresa. Com essa iniciativa aprovada pela direção da Light, Valdemar funda em 1963 o "Grupo Escoteiro Piratininga", na modalidade: escoteiros do ar.
O Grupo era aberto a todos os interessados, sendo ou não, filhos de funcionários da Usina. O escotismo nessa época e região era uma novidade e, logo a procura pelo grupo e suas atividades cresceram rapidamente, em pouco tempo de existência o Grupo contava com aproximadamente 90 elementos repletos de energia e alegria.
Os jovens filhos de funcionários da Usina foram treinados pelo próprio Valdemar e encaminhados por ele aos cursos organizados pela UEB – União dos Escoteiros do Brasil, para que os mesmos pudessem chefiar a Tropa de Escoteiros e a Alcateia de Lobinhos.

 

O número de crianças na faixa etária de sete aos onze anos de idade subiu para cinquenta! Por uma necessidade, foi necessário recrutar mais moças para ajudar a comandá-los.
Então, formou-se uma tropa com trinta e dois escoteiros: dois chefes; duas alcateias, com cinquenta lobinhos: seis velhos Lobos e o fundador Valdemar; assim, foi constituído o Grupo, além da valorosa participação dos pais, que desde o inicio participaram ativamente para o bom funcionamento do Grupo Escoteiro.
As atividades aconteciam duas vezes por semana: sábados à tarde e aos domingos pela manhã.
Aos domingos, após a missa na Igreja Nossa Senhora de Sabará, o Grupo caminhava até a sede, sempre orgulhosos dos uniformes que os representam e do papel que desempenham na sociedade.
A passagem dos membros uniformizados sempre chama a atenção de todos que avistam o Grupo e desta forma é conquistada a simpatia, o respeito da comunidade e, ao mesmo tempo mais adeptos ao movimento escoteiro.
O Grupo Escoteiro Piratininga Amicitiae, atende as solicitações para prestar serviços à comunidade, participar de Campanhas nacionais de saúde, participações cívicas e recreativas, o que é feito sempre com prontidão e muito amor, a presença do Grupo é sempre marcante.

© 2016 por 127º SP Grupo Escoteiro Piratininga Amicitiae

  • Facebook Social Icon